7 benefícios da rastreabilidade e serialização e como aplicá-las na cadeia produtiva

benefícios da rastreabilidade e serialização
8 minutos para ler

Neste conteúdo, vamos abordar os benefícios da rastreabilidade e serialização na indústria com foco na produtividade, segurança e outros benefícios.

Bem como, pretendemos ir além da adequação às normas de regulação, que, por mais importante que seja, é o básico em termos do que podemos fazer com a aplicação de boas práticas nesses controles.

Assim, você pode considerar este texto como uma referência relevante sobre o que pode fazer para tirar o máximo proveito do monitoramento de produtos, componentes e insumos. Confira e aproveite!

O que é rastreabilidade e serialização?

Antes de entrar propriamente nos ganhos que você pode obter com um bom modelo de monitoramento, vamos conceituar os termos do nosso tema de hoje. Desse modo, evitamos qualquer engano.

Rastreabilidade

Em uma definição literal de dicionário, rastrear significa “seguir o rastro” de um objeto. A grande diferença para o que queremos abordar para você neste texto é que, de modo geral, esse rastreamento parte de uma localização desconhecida, podendo se referir à busca de uma criança perdida, por exemplo.

No meio empresarial, especialmente na indústria de medicamentos, a rastreabilidade é definida como um conjunto de práticas e tecnologias adotadas no controle de localização de cada componente, insumo ou produto em toda a cadeia produtiva.

Cada item é rastreado desde a sua fonte e de modo proativo, garantindo que sua localização esteja registrada e seja conhecida, evitando a necessidade de uma longa e onerosa investigação caso surja a necessidade de levantar a localização atual ou passada de um produto ou de um de seus componentes.

Assim, no caso de um medicamento no qual seja identificado um problema ocasionado por uma contaminação em um princípio ativo, por exemplo, é possível identificar a causa desde sua origem e, se for o caso, interromper a comercialização de todos os medicamentos que usaram a mesma substância do mesmo fornecedor.

Serialização

Já a serialização pode ser considerada um requisito da rastreabilidade, uma vez que consiste na aplicação de um número serial único que identifique um item. Com base nessa identificação, é possível rastreá-lo, evitar falsificações e manter amostras de referência (AR) relativas ao lote de cada substância — explicaremos mais sobre AR no decorrer do texto.

Quais os benefícios da rastreabilidade e serialização?

Agora que eliminamos qualquer possibilidade de dúvida sobre a definição dos termos usados no tema de hoje, podemos partir para os principais benefícios que eles proporcionam.

Garantir a sustentabilidade da empresa

Toda a sociedade cobra muito das empresas de qualquer setor pela origem ética dos produtos e insumos que usam, como parte das preocupações de uma indústria sustentável.

Em alguns casos, até mesmo organizações cuidadosas sofrem com compartilhamento de notícias falsas e interpretações erradas sobre a forma como atuam e lidam com problemas como uso de produtos de roubo, crime ambiental e mão de obra escrava.

Em conjunto com uma boa metodologia de gestão de fornecedores, a rastreabilidade serve de prova irrefutável da honestidade da empresa e diminui a possibilidade de que ocorram problemas e enganos.

Prevenção e correção de falhas de produção

A rastreabilidade e a serialização garantem o acompanhamento preciso de todo o processo produtivo desde os fornecedores, o que permite monitorar se todas as etapas foram executadas adequadamente, além de facilitar a identificação de eventuais problemas no processo exatamente no estágio em que ele ocorreu, para corrigi-lo e aprimorar a operação.

Atendimento das normas

O Sistema Nacional de Controle de Medicamentos surgiu com a Lei 11.903, de 2009, e foi regulamentado em 2016, por ocasião da publicação de novas diretrizes legais. A rastreabilidade faz parte das exigências, bem como a amostra de referência, que obrigam a guarda de unidades correspondentes a cada lote de produção.

Em outras indústrias, nas quais a rastreabilidade não é exigida, ela também pode ser usada para comprovar o cuidado e a seriedade da empresa no controle de produção.

Prevenção contra desvios

Desvios não são, necessariamente, atitudes de má-fé. Eles tendem a ocorrer pelos mais diversos motivos, mas, quaisquer que sejam, podem ser eliminados ou minimizados pelo rastreamento.

Armazenagem adequada

Deixar um item exposto no corredor do almoxarifado pode ser o suficiente para causar um acidente. O avanço da rastreabilidade tende à adoção de sensores de radiofrequência e outras tecnologias capazes de apontar a exata localização de cada item, mas, mesmo sem o uso desses recursos, é possível determinar o local de armazenagem adequado a cada produto, nas condições ideais, de modo evitar avarias.

Garantia de autenticidade e eliminação de fraudes

Conforme publicado pela Revista Isto É e segundo estimado pela Organização Mundial da Saúde, em 2015, 19% dos medicamentos vendidos no Brasil eram falsificados. Esses produtos, provenientes da China, Índia e Paraguai, eram vendidos por ambulantes, na internet e até em farmácias.

Na época, essa pirataria era fatal para cerca de 700 mil pessoas no mundo. Segundo informa a BBC, a fraude diminuiu para quase a metade em 2018 (10%), mas continua preocupante, causando fatalidades e um prejuízo global estimado em US$ 30 bilhões. O fato é que a rastreabilidade contribuiu para essa melhora e é essencial para que ela avance.

Custos menores no caso de recall

O recall é um problema para as indústrias. Pode, inclusive, ser um caso de vida ou morte na farmacêutica e na automobilística, por exemplo. A rastreabilidade e a serialização permitem saber exatamente qual consumidor comprou o produto correspondente a um determinado número serial, desde que o controle inclua toda a cadeia produtiva.

Os custos para a indústria e para o consumidor são expressivamente menores se, no lugar de divulgar a necessidade de reposição por meio da mídia, for possível fazer contatos diretos.

Como aplicá-las a toda a cadeia produtiva?

Segundo Eric Vinicius Neves, especialista da IASTECH, que é uma empresa de automação com foco na indústria farmacêutica, há um movimento mundial para promover e regular a rastreabilidade em toda a cadeia produtiva. O objetivo é coibir fraudes e evitar os males da falta de controle ao consumidor.

Como já mencionamos, essa medida permite identificar a origem de cada item, de cada produto, desde o primeiro fornecedor até o consumidor final, passando por todos os intermediários, como distribuidores, e pela própria indústria fabricante.

Um acompanhamento preciso ajuda a apontar onde e quando ocorreu uma eventual contaminação, avaria ou outro problema.

Como utilizar tecnologia para se adequar às normas regulamentadoras?

Aplicar a rastreabilidade e a serialização manualmente é claramente improvável para qualquer gestor experiente. A tecnologia é fundamental e promete contribuir cada vez mais para alcançarmos a perfeição nesse monitoramento.

Atualmente, existem diversos recursos e automatizações que permitem que todo o trabalho seja feito sem exigir uma grande equipe dedicada à aplicação desses controles. Assim, os sistemas informatizados geram códigos automaticamente e permitem parametrizações e configurações específicas, garantindo um monitoramento preciso.

Além de diminuir erros e aumentar a produtividade, qualquer detalhe pode ser consultado em tempo real, gerando relatórios, permitindo e facilitando auditorias e favorecendo a proatividade na identificação e eliminação de problemas.

Tendências

Como tendências tecnológicas, podemos citar alguns recursos que já estão disponíveis, como o QR Code. Que a partir de um código emitido, será possível verificar todos os detalhes de um item.

A blockchain também é um ótimo exemplo. Muito usada no controle das moedas digitais, ela permite registrar cada transação efetuada e publicada com criptografia avançada de modo compartilhado. Assim, qualquer pessoa com permissão pode acessar esses dados e verificar sua autenticidade.

Essa tecnologia permite guardar os dados de transporte, produção e armazenamento de qualquer item em sua cadeia, o que facilita o acompanhamento por parte de todos os envolvidos.

Como o sistema salva esses dados simultaneamente em cadeia em vários blocos — daí blockchain, ou cadeia de blocos —, a segurança é enorme e é ampliada pela criptografia.

Para concluir, agora que você conhece em detalhes os benefícios da rastreabilidade e serialização, saiba que oferecemos uma solução que segue uma abordagem holística para acompanhamento e rastreabilidade de produtos, com um modo único de tratar de regulamentações, falsificação e recalls.

Entre em contato e usufrua do nosso atendimento consultivo, que vai facilitar que desenvolva o um planejamento, passo essencial para o sucesso desse monitoramento.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-