Descubra a importância da manutenção preditiva na indústria

dois homens olhando para um painel elétrico na indústria
6 minutos para ler

A manutenção preditiva na indústria é uma atividade fundamental para evitar paradas e falhas, mas que tem uma função especial, uma vez que atua com base no desempenho dos equipamentos. Esse foco na produtividade proporciona um retorno incomparável e que, ao mesmo tempo, precisa funcionar de modo combinado com as ações preventivas e corretivas.

Para nos ajudar a estabelecer essa relação e o funcionamento dessa modalidade de manutenção, entrevistamos Danilo Freitas, nosso especialista de serviços e contratos.

O que é manutenção preditiva?

A modalidade preditiva é caracterizada pela aplicação da manutenção nos momentos nos quais é identificada queda no desempenho de um equipamento. Para isso, ela utiliza de ferramentas auxiliares de medição como termografia, análise de vibração, softwares analíticos, sensores e serviços consultivos.

Portanto, se diferencia da manutenção preventiva, que ocorre com base em uma periodicidade programada de acordo com diretrizes preestabelecidas. Assim, possíveis falhas são mitigadas, independentemente do desempenho do equipamento.

Para reforçar o conceito, basta lembrar-se do significado de preditivo, que se refere ao ato de predizer, portanto, de se antecipar a um acontecimento previsto. Já o termo preventivo, evidencia uma tentativa de evitar algo, mesmo que se trate de um evento que não foi efetivamente previsto.

Qual a importância da manutenção preditiva? 

A crescente demanda por alta produtividade com o menor custo operacional possível, faz com que a manutenção diversifique suas operações onde muitas vezes não há verba disponível para uma preventiva adequada e periódica, tendo que estruturar meios efetivos de medição e análises dos equipamentos para uma atuação preditiva que evite paradas inesperadas. 

Além disso, as atividades preditivas têm um papel importante no monitoramento dos desgastes dos equipamentos. Assim, as informações levantadas também fazem parte dos dados necessários para a análise do momento de troca das máquinas, uma vez que ajudam a estabelecer quando o nível de desempenho e os custos de manutenção superam o investimento na substituição.

Como ela funciona?

Para executar uma boa manutenção preditiva Danilo aconselha que seja garantida a disponibilidade de “ferramentas e conhecimentos tecnológicos que permitam mapear e analisar o estado atual dos dispositivos mais críticos da operação, evitando a necessidade de intervenções corretivas emergenciais”. Para isso, é preciso tomar os devidos cuidados com:

  • a criticidade da operação ou equipamento;
  • a aferição das ferramentas utilizadas;
  • a capacidade dos recursos usados na prestação de serviços: próprios ou terceirizados;
  • e a disponibilidade de peças de reposição.

Quais os seus impactos na indústria?

O impacto da manutenção preditiva depende de um levantamento prévio abrangente e especializado. Em alguns casos, os resultados podem ser limitados sem essa contribuição, como ocorre quando ela é aplicada em equipamentos obsoletos, que não permitem um acompanhamento efetivo de desempenho.

Desse aspecto, a Indústria 4.0 traz uma importante contribuição na melhora dos processos de manutenção preditiva ao integrar serviços e dispositivos inteligentes. Eles auxiliam nas análises de desempenho dos mais variados tipos de equipamento com sensores de IoT, softwares e ferramentas. Como resultado, verificamos os benefícios descritos nos tópicos abaixo — entre outros.

Aumenta a lucratividade e a rentabilidade

Os ganhos de otimização proporcionados pelo monitoramento do desempenho dos equipamentos refletem diretamente na lucratividade no médio e longo prazo. Do mesmo modo, ocorre com a rentabilidade, que é o percentual de retorno obtido com o investimento no empreendimento.

Reduz o tempo de parada

Um dos principais fatores que influenciam a melhora do lucro é a redução dos tempos de parada, que geram prejuízos em razão do que deixa de ser produzido e dos gastos adicionais decorrentes de correções emergenciais. Isso sem contar o impacto das paradas na produtividade na indústria, que é ainda mais significativo.

Garante mais segurança

Imprevistos e quebras são quase como sinônimos de acidentes, que influenciam diretamente na segurança da operação e das pessoas. Além disso, toda atividade de manutenção é uma ação de gestão de riscos, uma vez que eles são minimizados com cada tarefa executada.

Aumenta a vida útil dos equipamentos

A diminuição de desempenho de um equipamento é um indicativo de que ele opera em estado crítico, o que aumenta o desgaste e a quebra de equipamentos. 

Diminui o estoque de peças de reposição

Se você monitora o desgaste de um componente, pode programar sua troca e manutenção. Desse modo, não precisa manter estoques além do necessário e o total do investimento imobilizado. 

Quais as suas diferenças perante outras manutenções?

Segundo observação feita pelo Danilo, as diferentes modalidades de manutenção devem funcionar em harmonia, uma vez que se completam. Nas palavras dele: “Apenas com uma previsão de atuação (preventiva), pode-se acompanhar, medir e analisar seu desempenho, para tomar a melhor decisão em efetuar a intervenção antes do previsto (preditiva), ou manter o risco em ter que atuar somente na falha (corretiva)”.

Sendo assim, fica fácil estabelecer as diferenças entre cada uma das modalidades de manutenção, que são:

  • preventiva: executa ações periodicamente programadas e fornece informações de desempenho;
  • preditiva: usa as informações sobre desempenho para prever problemas e corrigi-los antes que ocorram;
  • corretiva: corrige falhas quando elas não são evitadas com o máximo de agilidade, contribuindo para a eficiência na indústria.

Quando realizá-la e buscar ajuda especializada?

A manutenção preditiva deve ser realizada sempre que uma queda de desempenho é identificada, o que é mais fácil de ser feito com precisão quando você conta com a assessoria de profissionais preparados e dedicados a essa atividade. 

Basicamente, a contratação de mão de obra especializada evita o aumento no número de ocorrências e uma melhor gestão das despesas operacionais, mas desde que você possa contar com profissionais dedicados à busca de conhecimento técnico necessário e uma boa experiência. 

Para estabelecer os critérios de adoção de escolha do serviço, é preciso considerar a criticidade da operação, a tecnologia envolvida, a estrutura do fornecedor, os diferenciais oferecidos e confiabilidade das soluções ofertadas.

Uma boa manutenção preventiva depende de uma equipe altamente capacitada para o fornecimento da mais qualificada gama de produtos e serviços para a previsão, análise e atuação nas manutenções industriais.

Em relação a essas demandas, nos orgulhamos em poder oferecer uma excelente solução na emissão de relatórios gerenciais de obsolescência e nível de criticidade das linhas. Desse modo, contribuímos com a manutenção preditiva na indústria no levantamento de base instalada, com comparação da disponibilidade de itens sobressalentes mais importantes para a atuação e manutenção da produtividade.

Entre em contato e saiba o quanto pode otimizar com a adoção da manutenção preventiva e a nossa assistência e consultoria.

Você também pode gostar

4 thoughts on “Descubra a importância da manutenção preditiva na indústria

Deixe uma resposta

-