Como aplicar o Industrial Analytics?

industrial analytics
7 minutos para ler

Atualmente, as empresas estão passando por profundas transformações, inseridas no contexto da chamada quarta revolução industrial. Há aplicação intensiva de tecnologias inteligentes nas rotinas de produção e uma das ferramentas mais importantes nesse contexto é o Industrial Analytics.

Pensando nisso, entrevistamos o Dérek Stesse, engenheiro especialista em Automação e Software da Intereng, e preparamos este artigo para que você possa entender melhor esse conceito e descobrir como implementá-lo em sua organização. Continue a leitura!

Afinal, do que se trata o Industrial Analytics?

Antes de qualquer coisa, é preciso contextualizar. A quarta revolução industrial representa uma mudança fundamental na maneira como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. É um novo capítulo no desenvolvimento humano, possibilitado por extraordinários avanços tecnológicos. As transformações vivenciadas agora talvez sejam proporcionais aos impactos causados pela primeira revolução, que abrangeu os séculos XVIII e XIX, porém em uma velocidade muito maior.

Esses avanços estão mesclando os mundos físico, digital e biológico. A amplitude e profundidade dessa revolução estão nos forçando a repensar como os países se desenvolvem, como as organizações criam valor e até o que significa ser humano, no que tange às relações sociais. Trata-se de algo maior do que uma simples mudança impulsionada pela tecnologia — é uma oportunidade para começarmos a criar um futuro inclusivo, centrado nas pessoas.

Diversas tecnologias estão sendo utilizadas no dia a dia das organizações. Possibilidades que antes só faziam sentido em filmes de ficção científica, agora fazem parte dos processos de produção na vida real. Exemplos são Realidade Aumentada (AR), Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA) aplicada a máquinas que realmente conseguem aprender e evoluir.

O termo Industrial Anaytics é relativamente recente. Por vezes, ainda é confundido com o já mais conhecido Business Intelligence (BI). O Industrial Analytics está diretamente relacionado ao uso da IoT aplicada, por meio da digitalização que eleva a automação industrial a níveis até então impensados.

Trata-se de alcançar patamares de previsibilidade muito mais complexos do que os modelos matemáticos usados até então conseguiam. A Forbes sinaliza que 69% dos responsáveis por tomadas de decisões no setor acreditam que o Industrial Analytics será crucial para o sucesso dos negócios já a partir de 2020.

Como funciona?

O Industrial Analytics é uma infraestrutura que permite aproveitar as ferramentas computacionais de Big Data e Machine Learning para criar operações extremamente avançadas e diferenciadas.

A palavra “Analytics” se refere às tecnologias utilizadas para uma interpretação de padrões de dados, ou seja, implica na análise de um grande volume de informações para tomada de decisão eficaz em uma organização. É uma revolução em algo que já é feito há muito tempo, mas que antes acontecia em menor escala em virtude da capacidade de processamento desses números.

No mundo da Indústria 4.0, consiste na aplicação simultânea de estatísticas, programação e pesquisas operacionais para quantificar desempenho, usando isso para otimizar a produção e tomada de decisões importantes nas indústrias. O Industrial Analytics também se relaciona com a IoT na medida em que os equipamentos industriais passaram a estar conectados via internet, estabelecendo ampla comunicação entre eles e as centrais de controle.

Quando trabalhados de maneira integrada, o Industrial Analytics e a IoT podem gerar e interpretar dados em tempo real, possibilitando ajustes quase que instantâneos nos sistemas produtivos, aumentando a confiabilidade e os níveis de acerto.

Enquanto as ferramentas de BI utilizam os dados históricos para alimentar indicadores que servem para embasar decisões gerenciais, o Industrial Analytics estabelecido por meio da IoT pode oferecer respostas para perguntas que ainda nem foram feitas.

Quais são os principais ganhos ao ser aplicado na indústria?

Os dados têm sido uma das principais forças das empresas que utilizam processos de fabricação. Desde meados do século XX, a obtenção de informações para análises estatísticas tem ajudado a melhorar a qualidade das operações e a reduzir a quantidade de erros e defeitos.

Com os avanços na tecnologia, a capacidade de geração desses dados havia ultrapassado as ferramentas de análise. É exatamente aqui que o Industrial Analytics faz toda a diferença. Por meio do seu uso, é possível obter controle total e em tempo real sobre essas informações, garantindo que elas possam ser efetivamente utilizadas para aumentar a produtividade na indústria e melhorar a tomada de decisões.

O engenheiro especialista Dérek destaca que a IoT é cada vez mais importante nas industrias onde dispositivos conectados — como sensores ou medidores — estão sendo implantados em várias etapas da produção e da cadeia de suprimentos. Os dados desses equipamentos estão crescendo numa taxa muito superior à velocidade da geração de informações corporativas tradicionais.

Isso gera inúmeras possibilidades e há muitos benefícios em usar as mais recentes soluções de Industrial Analytics. Conheça alguns a seguir!

Geração de vantagem competitiva

O uso das ferramentas de Industrial Analytics está se tornando uma maneira crucial para que as empresas possam se manter relevantes no mercado. Novos entrantes estão aproveitando essas estratégias, conseguindo propor alternativas de ofertas de produtos que são mais competitivas do que a que os velhos players que não acompanharam esses movimentos ofereciam.

Os dados na fabricação costumam ser utilizados ​​apenas para fins operacionais, mas as melhores ferramentas de análise permitem que a IoT seja combinada com as informações dos sistemas corporativos e dos canais de clientes para incentivar uma agilidade muito diferenciada nos negócios.

Inovação

O Industrial Analytics pode ajudar as empresas a inovar na forma como operam, como trabalham com clientes e fornecedores, também em como identificam novas oportunidades para geração de receita.

Já há fabricantes criando linhas de negócios inteiramente novas baseadas nessas análises. Por exemplo, a indústria automotiva que agora produz veículos conectados que permitem uma grande compreensão do comportamento e das preferências do consumidor.

Custos mais baixos

Como as informações são mais abundantes e obtidas em tempo real, os ajustes podem ser feitos de maneira muito mais rápida e incisiva. Isso reduz desperdícios e auxilia no estudo de novas formas de produzir, o que traz impactos diretos aos custos envolvidos.

Uma plataforma voltada ao Industrial Analytics ajuda em áreas como a manutenção preventiva, no controle dos níveis de estoque, e também na intensificação da automação de processos, minimizando a quantidade de trabalho manual.

Como utilizar o Industrial Analytics na prática?

Para conseguir aproveitar essas vantagens geradas pelo Industrial Analytics, o primeiro passo é se conscientizar que se trata de um investimento crucial e inevitável. Enquanto os proprietários e diretores de negócios continuarem relutando em implementar essas soluções, acreditando que são caras e dispensáveis, o processo tende a naufragar.

Ao ter essa postura, as empresas abrem espaço para serem superadas por concorrentes que talvez ainda nem existam, mas que já vão entrar no mercado utilizando tudo o que há a disposição nesse sentido.

Os sistemas e equipamentos devem ser integrados. É preciso fazer um dimensionamento daquilo que faz sentido dentro da realidade do negócio, prever os softwares que serão utilizados e a capacidade da internet na planta, e contar com profissionais capazes de gerenciar as atividades demandadas. Ou seja, buscar por soluções personalizadas que realmente possam fazer a diferença e elevar o nível do negócio.

Se você se interessou pelo Industrial Analytics, nós podemos ajudar sua empresa a se inserir nesse cenário.

Assine nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossas publicações!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-